20.10.10

A radicalização religiosa da campanha suja de Serra

A radicalização tomou conta da campanha presidencial, mas a apelação maior e mais suja está na campanha de Serra. Seus marqueteiros colocaram o aborto e a questão religiosa no centro do “debate”, pois aquela propaganda ridícula mostrando um parto foi para explorar o tema para tentar colar em Dilma a pecha de “abortista”. Para ajudar mais ainda a campanha tucana, eles contam com o apoio da grande imprensa (PIG), especialmente o lixo do jornalismo brasileiro, a “revista” Veja, que até deu capa com declarações de Dilma sobre o assunto para fazer coro às acusações do PSDB. Ora, eles sabem que a população é conservadora em relação à religião e assumir posições firmes sobre temas ligados a isso pode resultar em uma derrota expressiva. Aliás, foi isso que ocorreu quando Fernando Henrique Cardoso perdeu uma eleição porque teria dito que era ateu (o que é ridículo). Mas depois, ele teve que dizer o contrário e assim acabou sendo eleito (infelizmente).
Agora, setores da igreja católica e de igrejas evangélicas resolveram entrar na campanha de difamação e dissipação de boatos sobre Dilma Roussef. Um dos mais notórios caluniadores é o histriônico pastor Silas Malafaia, que exorta a todos seus fiéis a não votarem em Dilma e sim em Serra. Pra quem não conhece esse elemento veja esse vídeo.
A apelação da campanha de Serra sobre a questão religiosa é tanta que o retratam agora como candidato “do bem” e fazem “santinhos” iguais a este:

A campanha de Serra agora também está apelando para cartazes apócrifos como este abaixo que foi colocado na ponte do Piqueri em São Paulo:

E tem mais, pois agora a campanha religiosa e difamatória contra Dilma está em um nível que não basta panfletos, faixa e a imprensa contra a candidata. Agora estão usando o telemarketing, onde pessoas ligam para sua casa e dizem que Dilma é a favor do aborto e só diz que é contra agora para ludibriar o eleitor. Isso foi denunciado no blog do excelente jornalista Rodrigo Vianna aqui.
Isso tudo é exemplo da radicalização religiosa que tomou conta dessa campanha tucana contra Dilma. Alguns exemplos de radicalização da campanha, eu presenciei aqui em Piracicaba mesmo, pois vi uma placa da Dilma pichada com “Serra 45” e também alguns reacionários mais exaltados saindo do carro e derrubando as placas de propaganda dela.

Ressurgimento da TFP

Pra quem não sabe, a TFP (Tradição, Família e Propriedade) é uma organização da ala conservadora da Igreja Católica que organizou a triste “marcha da família com Deus pela liberdade”, movimento golpista que apoiou a implantação e manutenção da ditadura militar brasileira. Pois agora parece que esse movimento está ressurgindo com força nessa campanha, pois foi apreendido em São Paulo panfletos contra Dilma encomendados por um bispo católico. A quantidade não era pouca, pois seria mais de 2 milhões de panfletos como esse abaixo:

Para piorar, a gráfica onde estava sendo impresso o panfleto é de Arlety Kobayashi, filiada ao PSDB e irmã do coordenador de campanha de Serra, Sérgio Kobayashi. Vale lembrar também, que Geraldo Alckmin é ligado ao Opus Dei, outra organização conservadora e de extrema-direita da igreja católica.

Mais uma manipulação da Globo, mas agora se deu mal

Serra não é religioso, mas encampou de vez a agenda religiosa na campanha e foi até uma missa na basílica de São Franciso em Canindé (CE) dia 16/10. A visita acabou em tumulto, pois o padre que celebrava a missa, Francisco Gonçalves, não gostou do assédio da imprensa no meio da celebração e muito menos de a festa de São Francisco ser usada para fazer campanha política. O padre se irritou também com os panfletos distribuídos por militantes do PSDB durante a celebração e disse que aquilo sobre Dilma não era verdade. Esse é o panfleto sujo e rasteiro que foi distribuído:
Enfim, tudo isso foi relatado por uma repórter da radio CBN (que é da Globo) e pode ser ouvido abaixo:


Já o Jornal Nacional decidiu não relatar nada disso que aconteceu, fazendo apenas palanque para Serra dizer suas “propostas”. Abaixo esta o vídeo de mais essa manipulação da Globo nessa reporcagem no principal telejornal do país.

Viram? A própria Globo caiu em contradição nesse episódio e mostra que realmente está apostando tudo para fazer de Serra um santo e elege-lo.
Parece que não basta a grande imprensa (PIG) agir como cabo eleitoral do PSDB para dissipar as mentiras de Serra, pois a apelação ao setores religiosos fanáticos está cada vez mais incendiário.
Diante de tudo isso, constata-se que Serra se beneficia da exploração do fanatismo religioso em torno de questões sem importância em uma eleição presidencial.


Share/Bookmark

2 comentários:

mirtes disse...

Beto, sou de Piracicaba, nunca vi uma cidade tão reacionaria como essa.
Saí daí faz 12 anos e nunca me arrenpendi, pois se eu estivesse aí, principalmente agora,enlouqueceria.
Leio sempre o seu blog. Gosto muito.Pena que voce demora um pouco pra atualizar, mas seus textos são brilhantes.
Estou indignada. Ainda mais quando pessoas do nosso meio,que parecem ou poderiam ser esclarecidas, não querem ver a realidade.
Moro em Porto Seguro-BA. Aqui, pelo menos, a maioria é DILMA.
Um abração
mirtes

Beto disse...

Olá Mirtes!!
Obrigado por acessar e acompanhar o meu blog!! Infelizmente não tenho muito tempo para atualizá-lo sempre, mas agora estou mais assíduo.
Piracicaba é extremamente reacionária e hipócrita. Sou nativo e convivo com a empáfia de muitos q se acham. O problema é q a política da cidade esta a pior dos ultimos tempos, pois não há oposição. A câmara dos vereadores é quase 100% barjista e a imprensa é bem tacanha em denunciar e investigar a prefeitura. Assim, o prefeito faz o q quer e todos acreditam.
Escreva mais e mantenha contato.
Gde Abraço