30.10.09

Serra pode, Lula não pode!

Faz alguns dias que os meios de comunicação brasileiros estão alardeando sobre a suposta campanha eleitoral antecipada de Lula e Dilma Roussef, devido a visita deles ao Rio São Francisco. Os principais grupos midiáticos do país: Folha, Estado, Globo, Bandeirantes e Abril, são apêndices essenciais dos partidos de direita e oposição ao governo Lula, em especial o PSDB. Ora a oposição pauta a imprensa, mas é mais a imprensa que pauta a oposição, tanto que dá até puxão de orelha neles dizendo como agir contra o governo, como fez a Miriam Leitão recentemente em artigo intitulado "O papel da oposição" no jornal O Globo. A oposição esta “debatendo” freneticamente sobre a visita do presidente ao rio São Francisco, inclusive o senador Agripino Maia (DEM), usa o jornal Estadão para fazer suas críticas. O senador não fez críticas ao projeto, que seria muito mais útil, mas apenas leu o jornal, ou seja, a ideia não era dele, mas sim do Estadão. A imprensa reverbera e alimenta o discurso falso e hipócrita da oposição e todos os dias fica batendo na tecla da campanha antecipada, devido as visitas de Lula e a ministra as obras federais.
Agora não é só a imprensa e oposição batendo forte em cima do governo, mas contam com uma ajuda de peso que é a atuação claramente política do presidente do STF (superior tribunal federal) Gilmar Mendes. Aquele que ficou tão sensibilizado pela prisão do banqueiro Daniel Dantas, que concedeu dois hábeas corpus em menos de 48 horas e iniciou uma campanha frenética contra o uso de algemas em prisões feitas pela PF em criminosos do colarinho branco. O ministro se comporta mais como um membro partidário de oposição do que como ministro da mais alta corte de justiça do país. Ele emite opiniões antecipadas sobre assuntos que eventualmente poderão e serão analisadas pelo STF como esse da suposta campanha eleitoral antecipada de Lula. É um absurdo, mas como ele adora os holofotes da mídia, contribui para aumentar o coro oposicionista ao governo.
O interessante é que a imprensa não diz nada sobre as visitas a obras e inaugurações do outro presidenciável que é o governador de São Paulo, José Serra. Serra pode, Dilma não pode. O governador esta gastando mais em publicidade do que em educação e parece que isso agrada os veículos de comunicação. Serra é governador do estado de são paulo e visita pelo menos uma vez por mês o Nordeste e isso não é campanha eleitoral antecipada, mas o Lula que é presidente do país ir no nordeste, ai sim. Outro dia vi uma reportagem da EPTV Campinas que mostrou José Serra inaugurando um trecho de uma rodovia aqui na região e após isso ele saiu cumprimentando os motoristas dos carros que estavam parados esperando o "comício", quer dizer, inauguração terminar e só faltou entregar “santinhos”. Isso não seria uma campanha política antecipada? É lógico que é, mas isso todos os políticos que estão no poder, seja no âmbito municipal, estadual e federal, fazem durante todo o mandato. A mídia ignora a campanha eleitoral antecipada do Serra, pois é o candidato que querem eleger ano que vem. Aliás, a mídia sempre favoreceu os candidatos tucanos nas eleições presidenciais e por isso blinda o candidato e seu partido de denúncias e crises.
Para finalizar e mostrar como exemplo didático da manipulação da grande imprensa para favorecer José Serra é essa foto tirada durante um protesto do MST contra a privatização da Cesp em abril de 2008.

Na placa de trânsito da foto original estava escrito “Fora Serra”, mas na reportagem da revista IstoÉ a foto foi adulterada e tirada essa frase. Por que será que a revista intencionalmente fez isso? Isso comprova a que grau chega a manipulação da grande imprensa brasileira para favorecer seus candidatos e partidos de preferência. Esse é o engajamento político midiático a que somos expostos todos os dias quando lemos os jornalões e revistas e assistimos aos telejornais.




Share/Bookmark

2 comentários:

camilo irineu quartarollo disse...

Olá, é verdade a sucessão está nas ruas, os dois partidos fortes economicamente fazendo, além dos lobby (acho que é assim que se escreve), agora também com propaganda de cerca povo. Querem nos empurrar pelo curral até o abate. E daí uns gritam no poleiro, outros temem os gaviões e o povo...de concreto nada e ficamos no nosso jeitinho brasileiro, fazer o quê? Aliás, até disso somos acusados pela imprensa marrom.

Beto - João Humberto Venturini disse...

Seja bem vindo ao blog caro camilo